Receita líquida da Paranapanema cresce 36% em 2018

Indústria de cobre faturou R$ 4,8 bilhões no ano passado

O ano de 2018 foi um verdadeiro divisor de águas para a Paranapanema, líder na produção de cobre refinado no Brasil. Após passar por um processo de reestruturação financeira em 2017, a companhia deu início, no ano passado, ao processo de recuperação dos principais ativos, aumentou a ocupação das fábricas e buscou novos mercados.

A estratégia trouxe resultado: a empresa registrou uma receita de R$ 4,8 bilhões em 2018, crescimento de 36% em relação ao ano anterior. O lucro operacional (EBITDA), informa a indústria, fechou em R$ 82,7 milhões, com um crescimento absoluto de R$ 297,4 milhões, quando comparado ao resultado de 2017.

No primeiro semestre, a planta da Bahia ficou 74 dias sem operar por conta de intermitências operacionais e de uma parada de manutenção programada. Se o EBTIDA do segundo semestre, quando a planta operou normalmente, fosse anualizado, o valor atingiria R$ 365,8 milhões.

O volume anual de vendas da empresa foi de 173,6 mil toneladas, crescimento de 9% em relação a 2017. “Além do aumento no volume de vendas, focamos na otimização de recursos, com alocação de matéria-prima e comercialização de produtos que geram maior rentabilidade, como é o caso de fios e vergalhões”, afirma André Luis da Costa Gaia, diretor financeiro e de relações com investidores da companhia.

No acumulado de 2018, houve aumento de 27% no volume de venda de fios e vergalhões e a receita líquida desses produtos aumentou 50% em relação a 2017. Já a receita líquida com barras, tubos, laminados, arames, conexões e outros, da marca Eluma, cresceu 37% na comparação com o ano anterior. E nos coprodutos, a receita líquida anual registrou aumento de 63%.

“A Paranapanema segue integralmente dedicada à busca pela geração de valor para seus acionistas e ao aumento da rentabilidade de suas operações, por meio da maior alavancagem operacional e da minuciosa gestão de caixa”, complementa Marcos Camara, diretor-presidente da Paranapanema.

No ano, do total de receita da companhia, 60% foi originária do mercado externo, o que demonstra a forte
vocação exportadora da Paranapanema.

Bons resultados no 4º trimestre

No quarto trimestre de 2018, a companhia manteve-se dedicada na recuperação dos seus resultados e avançou significativamente na comparação com o mesmo período do ano anterior: registrou lucro líquido de R$ 32,7 milhões, alta de 128%. A receita líquida da empresa no período teve alta de 16%.

O último trimestre apresentou volume de vendas de 49,9 mil toneladas, um aumento de 3% em relação ao mesmo período do ano anterior. Os produtos de cobre da marca Eluma apresentaram aumento de 40% quando comparado ao 4T17 e a de vergalhões, fios e outros aumentou 68% entre os trimestres.

Os resultados positivos da companhia contaram ainda com a receita líquida dos coprodutos que registrou aumento de 61% na comparação trimestral. Tal evolução se deu por conta da alta dos preços de ácido sulfúrico nos mercados internacionais além de algumas vendas spot de revert (produto extraído do processo de transformação do concentrado de cobre) e da maior quantidade de ouro contida na lama anódica.

Quer saber as notícias do Portal HVAC-R em primeira mão? Siga-nos no Twitter @portal_hvac,  Facebook @PortalHvacR, Instagram @portalhvacr e linkedin Portal HVAC-R

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *