Cinco motivos para contratar serviços de manutenção

Por João Paulo Oliveira*

Em um mundo que não para, é crucial manter as instalações operando em perfeito funcionamento diariamente, além

João Paulo Oliveira, diretor comercial da Johnson Controls
Divulgação

de mantê-las produzindo mais com menos. O proprietário do edifício/planta investiu em ativos e quer tirar o máximo proveito, ao mesmo tempo em que deve manter os custos sob controle, reduzir o consumo de energia e melhorar o valor das suas instalações.

Muitos proprietários acreditam que basta adquirir soluções modernas e deixá-las rodando por si mesmas por longos períodos. No entanto, é exatamente o contrário. Para não ficar no prejuízo em casos de parada nas instalações é primordial contar com soluções de manutenção enquanto os sistemas ainda estão funcionando normalmente. Se o fato de evitar imprevistos com paradas do sistema não é o suficiente para convencê-lo a contratar serviços de manutenção, posso enumerar cinco motivos que vão fazê-lo mudar de ideia.

  1. Com o serviço de manutenção planejada você poupa dinheiro e tempo. Os equipamentos permanecem funcionando plenamente, o que aumenta a disponibilidade do sistema e, consequentemente, maximiza a produção e o conforto dos colaboradores. Deste modo, você não vai enfrentar perdas de performance.
  2. Assim como um carro ao sair da concessionária, os sistemas prediais vão se deteriorando com o tempo caso não seja feita a manutenção planejada. Para garantir a eficiência do sistema praticamente semelhante aos dados de fabricação e ter um payback mais rápido, a manutenção planejada é fundamental.
  3. O payback fica garantido com o aumento da vida útil do sistema/equipamento, pois continuarão funcionando plenamente por um período maior. Com a manutenção planejada, não será necessário retrofit durante um longo período e a entrega do sistema/equipamento paga por si só o investimento inicial e a manutenção planejada.
  4. Novamente aproveito o exemplo do carro: você está dirigindo há meses e não faz as manutenções periódicas indicadas pela fabricante do carro. Num belo dia seu automóvel simplesmente para no meio do trânsito. Desagradável não é mesmo? Agora se pensarmos numa estrutura maior, como um edifício ou uma planta, imagine quais são as proporções de uma parada “inesperada” de um sistema/equipamento. Com a manutenção planejada as possíveis falhas se tornam previsíveis e simplesmente não acontecem, evitando surpresas como indisponibilidade do sistema/equipamento e altos investimentos inesperados.
  5. Por fim, a sua planta/edifício terá o acompanhamento de equipe especializada e apta a indicar com antecedência as soluções e os upgrades necessários para que opere de maneira eficiente e produtiva. Um plano de serviço personalizado com uma combinação de estratégias de manutenção reativa, planejada e preditiva maximiza o seu retorno e minimiza o seu risco.

*João Paulo Oliveira é diretor comercial da Johnson Controls

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *