Danfoss lança design para conversores de frequência com volume até 73% menor

Novo Frame E apresenta redução de até 73% de volume comparativamente com as famílias anteriores; projeto compacto da unidade permite economizar espaço no painel elétrico ou na sala de controle

Líder global no fornecimento de tecnologias que atendem à crescente demanda da cadeia produtiva de alimentos, eficiência energética, soluções favoráveis ao clima e infraestrutura moderna, a Danfoss introduz o novo design Frame E para os conversores de frequência VLT® AutomationDrive FC 302, VLT® AQUA Drive FC 202 e VLT® HVAC Drive FC 102. Com o novo design, é mais fácil instalar, comissionar e operar o equipamento. O layout é mais compacto, oferece maior espaço para cabeamento e acesso facilitado aos terminais.

A utilização otimizada da capacidade de silício usando tecnologia de ponta no sistema de refrigeração garante a maior potência de saída possível para as dimensões físicas do drive. Com volume até 73% menor e com a mesma performance de potência, o Frame E economiza espaço no gabinete ou na sala de controle.

Os terminais da rede e do motor estão disponíveis no mesmo plano, tornando-os de fácil acesso. Isso economiza tempo durante a instalação e o comissionamento. As opções incorporadas eliminam a necessidade de um gabinete extra, economizam custos de equipamento e reduzem os requisitos de espaço.

O exclusivo sistema de refrigeração back-channel reduz a necessidade de ar condicionado e até mesmo o tamanho das salas de controle, economizando custos iniciais e operacionais. O back-channel é um duto especialmente projetado para permitir a transferência de calor dos componentes do circuito de potência para fora do equipamento, evitando, assim, o indesejado superaquecimento e todos seus efeitos subsequentes como, por exemplo, diminuição do tempo de vida dos componentes eletrônicos, paradas constantes da produção para evitar a queima, entre outros.

A tecnologia permite utilizar o ar externo da sala elétrica para refrigeração do conversor. Além de utilizar o ar externo para refrigerar os conversores, é possível fazer com que 85% das perdas térmicas geradas sejam eliminadas da sala elétrica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *